De acordo com as Leis 12.965/2014 e 13.709/2018, que regulam o uso da Internet e o tratamento de dados pessoais no Brasil, ao me inscrever na newsletter do portal DICAS-L, autorizo o envio de notificações por e-mail ou outros meios e declaro estar ciente e concordar com seus Termos de Uso e Política de Privacidade.


Virtual Private Networks

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 14 de Julho de 1999

Para permitir que redes privadas distribuídas comuniquem-se umas com as outras, é necessário proteger os dados em trânsito de serem interceptados. VPNs, ou Virtual Private Networks, resolvem este problema criando uma rede virtual de modo a permitir que usuários remotos, a partir de uma rede privada se comuniquem livremente e em segurança através de uma rede não confiável e pública, como por exemplo a Internet.

Uma VPN tipicamente utiliza a Internet como o meio de transporte para estabelecer conexões seguras com parceiros de negócios, extender comunicações para escritórios regionais e isolados e diminuir significativamente o custo de comunicações para uma comunidade de funcionários crescentemente móvel. O acesso é frequentemente local e muito menos dispendioso do que o necessário para o uso dedicado de um servidor de acesso remoto.

Existem soluções comerciais e freeware para a implementação de VPNs. Dentre as soluções free, vale a pena avaliar o produto VPS (Virtual Private Server), que roda em sistemas Linux. O produto é totalmente gratuito e maiores informações podem ser obtidas em http://www.strongcrypto.com/



Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida