De acordo com as Leis 12.965/2014 e 13.709/2018, que regulam o uso da Internet e o tratamento de dados pessoais no Brasil, ao me inscrever na newsletter do portal DICAS-L, autorizo o envio de notificações por e-mail ou outros meios e declaro estar ciente e concordar com seus Termos de Uso e Política de Privacidade.


Escondendo arquivos com NFS

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 21 de Fevereiro de 1998

Ao se montar um diretório remoto, utilizando-se NFS, o conteúdo do ponto de montagem não é destruído. Os diretórios, arquivos, etc, não são exibidos, ficando escondidos sob o conteúdo do filesystem remoto.

Um problema muito comum é quando um determinado diretório montado via NFS não está montado e se faz operações de cópias, etc, onde o mesmo deveria estar.

Nestes casos, o filesystem "/" se enche rapidamente e as vezes perdemos um bom tempo tentando determinar o que ocorreu. E pior ainda, quando o diretório montado via NFS consegue ser montado, nós não conseguimos limpar os arquivos para liberar o filesystem, visto que eles estão escondidos sob o mount point.

Neste caso, quando o comando "df" indicar que um determinado filesystem está cheio, a solução é desmontar os filesystems montados via NFS e fazer a limpeza.

Como a maioria dos mount points se localizam no diretório raiz, o filesystem mais afetado nestes casos será o próprio "/".

Por exemplo, caso tenhamos um filesystem chamado /pub, que é montado a partir do raiz. Caso a máquina por alguma razão não consiga montar este filesystem durante o boot, qualquer atualização do servidor ftp, via mirror por exemplo, irá gravar em /pub, o mount point, e rapidamente encher o /. Ao se montar o /pub, tudo o que foi gravado originalmente ficará sob o conteúdo do diretório remoto, tornando a limpeza impossível.

Para remover o conteúdo do /pub, temos que desmontar o filesystem e remover os arquivos.



Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida