você está aqui: Home  → Colunistas  →  Piloto e Gerente

Cuide de seus precedentes

Por Jefferson Wanderley dos Santos

Data de Publicação: 30 de Janeiro de 2015

Então você foi contemplado com um projeto de importante e grande repercussão para sua empresa.

Após aquela sutil e fria descarga subir espinha acima, suas pernas denunciam um formigamento prenunciando a proximidade do chão que já lhe some das vistas.

Seu campo visual lhe imprime tonalidades de um cenário que, subitamente, se esvai. Sim, o chão lhe parece duro e iminente.

Tal torpor permanece até você ser resgatado pela incisiva pergunta do chefe: "Alguma dúvida?!"

É isso, não tem jeito. A bola tá contigo!

Você tenta repassar o que lhe vem à mente. A colega responsável pelo setor de eventos está de férias, sem haver substituto devido a contenção de despesas. Tal situação deve-se a iminente crise no mercado em uma economia claudicante.

Você, logo você, calhou de estar no corredor, passando diante da sala do chefe que saiu porta a fora em busca de um bombeiro.

Sim, um incêndio que parece ser dos grandes. Uma apresentação não planejada. Melhor dizendo, é intempestiva e acontecerá às 10:00hs do dia seguinte.

Após colar o memorando no seu peito, o olhar do chefe termina "falando": "Turn yourself around, dude!" (Te vira, cara!!)

O que fazer? Dica: Imprima um olhar de segurança. O que lhe resta agora é um quê de dignidade, pelo menos até o banheiro mais próximo. Afaste, ligeiramente, as pernas entre si. Não mais que trinta centímetros. Sobre elas deposite, por igual, seu peso com a coluna ereta, cabeça erguida, peito ligeiramente projetado (atenção, não exagere!!) e retumbe corredores afora: "Tá comigo!!"

Outra sugestão: Desista do cafezinho vencido para não acelerar os movimentos peristálticos, assim o líquido pastoso resultado não pressionará o elo esfinctório.

Muito pelo contrário, pegue a proa oposta e, com galhardia, dirija-se ao setor de Relações Públicas. Lá será sua "sala de guerra". Sala de planejamento operacional de um voo de rota nunca dantes percorrida, para um destino onde um cumulus nimbus (CB) de área se aproxima. Só o que você tem a fazer é pousar antes. Simples assim.

Seu voo: Uma apresentação, intempestiva, de um inovador produto. Ela e um voo de última hora guardam muitíssimas semelhanças.

Bem, vamos nos preocupar com o local da guarda da aeronave, no seu caso, o auditório. Como ele está e estará no dia e momento da apresentação? Entram, então, os setores que lhes são precedentes.

Rastreamento dos seus precedentes, pessoas e setores de apoio ao que você tem que realizar é de fundamental importância.

Você, como piloto e gerente da atividade, tem que cuidar de detalhes. Sim, detalhes mas de importância capital para o sucesso da empresa e o seu. Os precedentes são os que lhe garantem uma sólida reputação para com seus descendentes, estes seus clientes finalísticos.

Sua "aeronave" tem alguns detalhes. A sala e sua limpeza. Quem cuida? A luz, a refrigeração (Filtro sujo acelera a alergia de quem possa ter. O barulhinho "toc toc" de alguma pestana girando no automático tira a atenção que será essencial ao apresentador), a limpeza das mesas e cadeiras, o som, a fiação (solta e descoberta dá uma péssima impressão não importa o tipo de desculpa que você dará).

Até o cafezinho e a água são importantes. Mesmo que não tenha biscoitinhos, o que será um crime inafiançável para a qualidade e importância dos clientes finalísticos, ter café passado ou ralo ou água em copo cheirando a plástico barato, arrumado no melhor da "mavo" do encarregado, dará uma péssima impressão inicial que nem o melhor dos apresentadores motivacionais circenses apagará. Enfim, acredite ou não, todos os detalhes deste tipo se avultam de uma maneira impressionante quando a missão falha.

Ah! Mas tem mais. Como os clientes serão fundamentais vá, novamente, um pouco mais além de suas atribuições imediatas.

Pergunte-se: Como os responsáveis, e a que horas, chegarão para completar o que é necessário? Procure o setor de logística. Se não houver transporte regular programado, busque o financeiro para arrumar tíquetes ou dinheiro para táxi. O importante é que eles estejam bem cedo na empresa para terem tempo de resolver qualquer ponta solta ou pane de motor na decolagem a baixa altura.

Lembre-se, você é o piloto do projeto e sobre você recai a responsabilidade geral, sobretudo aos olhos dos clientes e de seus chefes (Claro que para evento intempestivo de tal magnitude, a diretoria estará presente, toda!!).

Assim como nos manuais de voo e livros de bordo e de manutenção, procure registros de atividades semelhantes ocorridas antes, é a essencialidade das "lições aprendidas". Se houver algo escrito sobre os sufocos anteriores acredite, você poupará mais de um terço de pista na decolagem. Se nada houver ótimo, inove e inicie uma prática inédita no setor. Fará muitíssimo bem a sua carreira, acredite.

Anote todos os setores que lhe foram precedentes neste momento para voltar a eles durante a fase do "debrifim", quando a aeronave já estiver seca da tempestade já tenha passado.

Nesta ocasião dialogue, apresente suas impressões, use argumentos sólidos do que ocorreu por algum cochilo do setor que você sugere desempenho melhor no futuro. Converse antes, não se esqueça. Depois escreva, registre e apresente ao chefe. Jamais eles sentir-se-ão traídos ou terão argumentos para reclamar quando chamados na chincha. É importante para o crescimento de todos e você dará uma ótima impressão de organização e controle da situação. Ressalto: JAMAIS, em tempo algum, fale ou acerte algo com seu chefe se não houver combinado com os setores que lhe darão apoio antes. Não se esqueça...JAMAIS!

Assim como em um voo, toda e qualquer atividade gerencial há que se ter atenção e cuidado com os seus precedentes.

Você não imagina como pequenos detalhes causam acidentes fatais: uma tampa de tanque de combustível mal atarraxada, um pino mal tirado do conjunto de trem de pouso causando travamento do mesmo na decolagem, uma fita da proteção do tubo de pitot que derreteu pelo calor e ficou colado como se fora uma fita durex invisível, etc, etc, etc.

O que posso lhe garantir dos meus longos anos de vida corporativa é que a excelência reside nos detalhes e detalhes SEMPRE estarão com seus precedentes pois aqueles que são de seus dependentes não pertencem ao seu controle?.

Siga este pequeno checklist, é o "scanflow" da cabine antes de acionar os motores. Feito isto, pode iniciar o taxiamento, sem sustos, para fora do hangar e seguir confiante para a cabeceira e decolar.

Vai na fé, bom voo!!

Sobre o autor

Jefferson Wanderley dos Santos atualmente é Professor, Consultor, Palestrante e Facilitador. Foi piloto militar e civil em mais de 15 aeronaves (aviões e helicópteros) de diferentes tipos e piloto offshore (SK-76C) na Líder Aviação. Possui, no total, mais de 5.000 horas de vôo. Possui ampla experiência em Planejamento Institucional com base em Avaliação de Cenários (organizacional e institucional: Brasil e América do Sul) atuando em treinamentos como orientador de diplomatas civis e militares no módulo Peace Operations Executive Seminar do Pearson Peacekeeping Centre no Interamerican Defense College em Washington - DC - USA e no módulo Large Scale Emergencies and Desasters Seminar também no Interamerican Defense College em Washington - DC - USA. Possui ampla experiência em Consultoria para organizações do Comando da Aeronáutica na área de Gestão Estratégica de Recursos Humanos. Proferiu palestras sobre Gestão de Recursos Humanos na Aeronáutica para militares dos países das três Américas e Caribe no 27º Comitê de Gestão de Recursos Humanos e Ensino em Winnipeg, Manitoba, Canadá.

Proferiu palestras sobre o Brasil e seus cenários social, político e econômicos para diplomatas civis e militares do Interamerican Defense College e National Defense University, ambos na cidade de Washington - DC - USA no ano de 2007; foi coordenador acadêmico no Interamerican Defense College, Washington- USA, 2007 a 2008; foi professor-chefe do Curso de Política e Estratégia Aeroespaciais na Universidade da Força Aérea RJ no ano de 2009; possui ampla experiência em Assessoramento e Avaliação de Processo Decisório para funções de assessoria, chefia e direção de organizações do Comando da Aeronáutica.

Contatos

Jefferson Wanderley dos Santos MSc
ANAC 138.480
081 97111 0211 Vivo
081 99531 7778 TIM
081 3033 6593 (r) Vivo

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna