você está aqui: Home  → Colunistas  →  Gestão Empresarial

Disciplina! Atributo valioso nos dias atuais.

Por Marizete Furbino

Data de Publicação: 02 de Janeiro de 2009

"Talento sem autodisciplina é como um polvo de patins: há muito movimento, mas nunca se sabe se irá para frente, para trás ou para os lados." Jackson Brown Jr.

Essa atitude denominada disciplina é determinante na vida de cada profissional. Sem autodisciplina o profissional dificilmente terá sucesso. Impor uma disciplina a si próprio é condição indispensável para que se alcance êxito nas ações e, por conseguinte, obter o resultado além do esperado.

A princípio, ter disciplina parece ser algo difícil de alcançar, mas é importante salientar que disciplina se aprende e se desenvolve. Pode-se conseguir isso com o implemento de novos hábitos, desenvolvendo atitudes e posturas diferenciadas diante da vida profissional, priorizando suas metas, canalizando energias e esforços naquilo que se propõe de fato realizar, para que você consiga alcançar algo.

Nos dias atuais, muito é exigido do profissional; além de conhecimento, muita responsabilidade, dedicação, esforço, auto-estima, muita determinação, comprometimento, talento, envolvimento e muita disciplina. Através da disciplina o profissional atua de forma concentrada, priorizando suas metas, trabalhando em prol das mesmas, alcançando maior equilíbrio no que tange à melhor administração do tempo e assim, com muita responsabilidade, determinação e flexibilidade, possui maior chance de alcançar o tão desejado sucesso.

Com efeito, podemos dizer que Disciplina é a palavra de ordem quando o assunto é crescimento profissional e isto não se pode olvidar. O profissional que não dirige sua vida pautada na disciplina, tende a culpar o próximo e os momentos circunstanciais pelas suas falhas. Esse profissional é incapaz de definir seus propósitos, é igualmente incapaz de enxergar o caminho e qual a melhor forma de caminhar e, se assim o for, como o mercado está cada vez mais exigente, correrá risco de ser ?carta fora do baralho?, ou seja, de ser expulso do mesmo.

Todo profissional que se preze deve cultivar a autodisciplina. Através da autodisciplina torna-se possível conciliar vida pessoal e vida profissional, atendendo ambas, sem temer e/ou deixar enfraquecer qualquer iniciativa. A implementação desta habilidade se dá quando existir o querer dentro de cada ser. Tudo começa a partir do querer. Há que se despertar esse querer dentro de você, e só assim você estará motivado a querer fazer. É a partir desse momento que tudo poderá mudar.

Somados a isso, além de incorporar a autodisciplina em nossas vidas, torna-se necessário manter o foco, visualizando claramente o que se quer alcançar e através deste controle não ocorrerá o que chamamos de dispersão; por conseguinte, o alvo terá maior probabilidade de ser atingido em um espaço menor de tempo e com maior qualidade.

Nesse particular, devemos ter em mente que é imprescindível sermos bons profissionais. É saudável e desejável a busca por novos caminhos e novas estratégias; ser disciplinado é fator indispensável para que tudo aconteça conforme o esperado.

Com efeito, é de suma importância lembrar que pessoas determinadas sabem qual o alvo que se quer atingir e qual o caminho a percorrer, buscando sempre a autodisciplina, e assim fica tudo mais fácil, pois o caminho pode ser árduo, mas a determinação e a vontade de realização falam mais alto. Pode parecer irreal ou um tanto neurótico um profissional obstinado com férrea disciplina como o que desenhamos acima. Ocorre que é exatamente este o comportamento dos vencedores. Deve-se separar o que é uma legítima neurose do que vem a ser um comportamento de autodisciplina, este necessariamente voltado para algo produtivo, ao contrário da neurose, que desgasta o indivíduo para coisas que não têm a menor importância.

Nesse diapasão, o que se verifica é que atitude e comportamento são duas virtudes determinantes na vida de qualquer profissional, o que é conseguido através de mudança de postura diante dos fatos, enfim, diante da vida, através de muito esforço, dedicação e empenho. Um profissional com tais características possuirá maior tolerância em relação às incertezas, maior confiabilidade em si próprio, determinação e responsabilidade, transpondo os obstáculos que irão surgir no meio da caminhada e, nesta ótica, estes se tornam sede insaciável e, como conseqüência, o alcance do rebento denominado sucesso em tudo que se propuser a fazer.

Pensando assim, nada mais oportuno dizer que o profissional não deve perder mais tempo, começando imediatamente a exercitar a autodisciplina, enxergando que o maior beneficiário disso tudo será uma só pessoa: você.

Newsfeed RSS desta coluna

Para se manter atualizado sobre as novidades desta coluna, consulte sempre o newsfeed RSS

Para saber mais sobre RSS, leia o artigo O Padrão RSS - A luz no fim do túnel.

Sobre a autora

Marizete FurbinoMarizete Furbino, com formação em Pedagogia e Administração pela UNILESTE-MG, especialização em Empreendedorismo, Marketing e Finanças pela UNILESTE-MG. É Administradora, Consultora e Professora Universitária no Vale do Aço/MG.

Contatos através do e-mail: marizetefurbino@yahoo.com.br.

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna