você está aqui: Home  → Colunistas  →  ETIEZA OD ROTNEVNI O ZAJ IUQA

 

Lembrando delas!

Por Franklin Carvalho

Data de Publicação: 17 de Setembro de 2013

Um fato que sempre me intrigou é a estranha omissão nas escolas de informática em ressaltar a importância histórica das mulheres na Computação. Notadamente duas, Ada Lovelace e Grace Hopper, certamente figuram entre as dez pessoas mais influentes da área.

Ada Augusta Byron King, que depois de casada se tornou Condessa de Lovelace, era filha do poeta inglês Lord Byron. Ada Lovelace é considerada a primeira programadora da história, a que criou os primeiros algoritmos, o primeiro software a ser processado pela máquina de Charles Babbage, seu grande amigo. Ada Lovelace escreveu os algoritmos para a máquina analítica de Babbage processar as funções matemáticas da sequência de Bernoulli. Mais tarde, em 1980, a linguagem ADA foi escrita em sua homenagem. Originalmente destinada para sistemas real-time e embedded, passou por inúmeras revisões para ampliar suas especificações originais. É largamente utilizada em projetos da área militar.

A matemática Grace Murray Hopper foi a única mulher a obter a patente máxima da Marinha americana, também a única mulher a ter seu nome em um navio da frota. A Almirante Grace Hopper foi quem idealizou a Flow-Matic, que ela pretendia tornar uma linguagem de alto nível, acessível às pessoas sem conhecimento de hardware ou de Assembler, a inóspita lingugem de máquina. A Flow-Matic originou a primeira linguagem da história baseada em compilador: o Cobol. Esta é hegemônica nos mainframes de bancos pela peculariedade de ter uma sintaxe tão rígida a ponto de não permitir "lógicas pessoais" da parte do programador.

Em um ambiente repleto de sistemas herdados isto se impõe como um diferencial entre todas as outras linguagens. Grace Hopper é responsável por ter cunhado os têrmos bug e debug. Um dos títulos de Hopper é "Mother of Computer".

No quadro das mulhereres importantes a destacar encontramos também a americana Adele Goldberg, que trabalhou na Xerox e participou do projeto da primeira interface gráfica e do desenvolvimento das primeiras implementações da linguagem Smalltalk. Ela prototipou o WIMP (windows, ícones, menus e ponteiros do mouse) o modelo responsável pelo nascimento do Apple Macintosh.

Outro destaque importante é a freira Mary Kenneth Keller, a primeira Ph.D. em computação nos Estados Unidos e que foi uma da desenvolvedoras da linguagem Basic. Pode-se acrescentar nesta lista de mulheres influentes Magde Griswold, criadora da linguagem Icon, também Emmy Noeder, que estabeleceu os fundamentos para o nascimento da linguagem Prolog e as seis mulheres que programavam o ENIAC, considerado o primeiro computador da história.

Sobre o autor

Sou Linux desde criancinha. Foi meu amigo Rodney, creio em 1998, que me botou no barco quando me deu um curso de um minuto e meio de VIM mostrando como entrar, editar, salvar e sair. Em seguida me apresentou o MAN dizendo: Te vira, tá tudo aí, dá um Q para sair e um mc para passear. Então virou as costas e foi embora. Anos depois meu grande amigo, o abominável Júlio das Neves, o Papai do Shell, me deu de presente um curso profissional de Shell Script em uma caverna do Afeganistão. Nesse meio tempo li o livro **Unix Text Processing**, igualmente marcante. Agradeço aos amigos Rodney, Júlio, Rodrigo, CelinhoPlace, Aurélio2txt, Henrique, Red Alexandre, Queiroz e família, os Brod, Lucas da Óxenti, Sulamita, Roxo, K_Helinho, Renato, Edson Perl, os 4Linux e também os Solis, o grande Mr. Lutkus, Orlando Nipo, e tantos outros que conheci através da finada Revista do Linux, empreita que tenho orgulho de ter participado. A lista é longa demais mas preciso dar um << EOF. Trabalho com jornalismo de informática, direta e indiretamente, há anos. Fiz alguns prefácios de livros de amigos nos últimos anos os quais referencio como sendo o núcleo de uma organização clandestina a quem pessoalmente chamo de a "turma do MAN Salão". Punto, já falei demais. O resto, nem sob tortura.

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna