Aonde você pretende chegar?

Por Wagner Campos

Data de Publicação: 05 de Dezembro de 2007

Quais são seus sonhos, seus desejos, suas metas e seus objetivos? O que tem feito para realizá-los, atingi-los e concretizá-los? Fez um planejamento pessoal? Uma programação? E principalmente, você realmente quer atingir e concretizar estes objetivos e acredita que conseguirá?

Henry Ford disse uma célebre frase: "se você acha que pode, você está certo. Se você acha que não pode, também estará certo". Esta afirmação caiu como uma inundação na mente daqueles que justificavam seus insucessos com outros fracassos ou fracassos alheios.

Temos muitos interesses, desejos, metas e objetivos em nossas vidas, mas muitos desejam ou sonham com algo em que acreditam jamais conseguir, que está fora do alcance, que não têm condições de atingir estes sonhos, desejos, anseios, objetivos, sejam estas condições físicas, emocionais, financeiras, tempo entre outras.

É incrível como há muitas pessoas que ao serem solicitadas para colaborar com algo, automaticamente já respondem: "eu não consigo" ou "eu não sei".

Como podemos concretizar algo que não acreditamos? Como vencer um campeonato se acreditarmos que seremos perdedores? Como almejar uma oportunidade melhor em nosso trabalho se acharmos que não temos habilidades e competências suficientes e que os outros são melhores? Como vivermos felizes e realizados se acreditarmos que sempre teremos apenas problemas em nossas vidas e jamais seremos reconhecidos? Por que insistir em conviver com o ditado que "o capim do vizinho é mais verde" sendo que a escolha em "regar nosso capim" é exclusivamente nossa?

Para que desenvolver algo se "sabemos" que não dará certo? Para que nos casarmos se "temos certeza" que não seremos felizes? Para que começar algo que "jamais" iremos terminar? Por que ficar com tanto receio do que pensarão a nosso respeito, se o que estivermos realizando nos torna felizes? Somos tão tolos assim, a ponto de vivermos em busca de frustrações e decepções? Com certeza não!

Obviamente a certeza do que acontecerá no futuro jamais poderemos ter, porém podemos ter a certeza de que lutamos por algo que acreditamos. Mesmo que venhamos a conhecer a derrota, devemos nos preparar para ser vencedores e não perdedores. Nada é fácil. Passamos por provas constantes em nossas vidas. Temos mais .pessoas torcendo. contra nossos sonhos do que a favor deles. E daí?! Poderíamos ter o mundo todo torcendo contra, mas cada um deve torcer por si mesmo, acreditar em seu potencial, desejar sua alegria, felicidade e realização!

Para alguns, vencer não é fácil. Para outros, vencer é muito simples. Para alguns, vencer é ganhar uma luta, ter um salário maior, conseguir um emprego melhor. Para outros, vencer é simplesmente conseguir fazer algo que sempre acreditou como ter uma família, viver em harmonia, superar seu medo de alturas pulando de bung jump, voar de asa deltas ou simplesmente conseguir pedir desculpas ou perdoar a pessoa amada.

Ser um vencedor e atingir seus objetivos não deve se limitar a realmente concretizar, mas principalmente ACREDITAR QUE É CAPAZ e dar 100% de si. Se realmente acreditou que conseguiria e fez de tudo para conseguir, dando seus 100%, 110%, 120%, você conseguiu. Conseguiu terminar algo que começou, conseguir ir até seu limite, conseguiu aprender com o esforço e caminho perseguido, conseguiu a oportunidade de observar outras novas alternativas para sua realização pessoal. Não é um fracassado ou infeliz e sim uma pessoa vitoriosa por ter acreditado em seus sonhos e desejos e ter .lutado. com todas as forças para realizá-los.

Durante nossas vidas, passamos por aprendizados constantes. O maior aprendizado que temos é podermos crescer sempre e jamais desistir buscando realizar nossos sonhos e desejos. O fato de não conseguir em um primeiro momento não significa que devemos perder as esperanças, mas sim que apenas estamos adiando as vitórias e recompensas. Tudo é uma questão de tempo, o importante e continuar acreditando!

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna