Visite também: Ipok ·  Segurança Linux ·  UnderLinux ·  VivaOLinux ·  LinuxSecurity ·  NoticiasLinux ·  BR-Linux ·  SoftwareLivre.org ·  [mais]   
 

você está aqui: Home  → Colunistas  →  Construindo o Futuro

 

 

Organograma Funcional e Organograma Psicológico e suas relações

Por Ivan Postigo

Data de Publicação: 18 de Junho de 2011

Em uma abordagem direta podemos dizer que organograma é um gráfico que apresenta a estrutura formal de uma organização.

Como representação gráfica é possível demonstrar as relações hierárquicas, distribuição dos setores, unidades funcionais, cargos e a comunicação entre eles.

Podemos tratar do organograma por tipos:

Clássicos ou vertical

É o tipo mais comum, desenvolvido com retângulos para representar setores, áreas, funções e linhas que estabelecem as relações hierárquicas e de comunicação.

Temos os não clássicos:

Em forma de barras

Estruturado com retângulos a partir de uma base vertical, onde o tamanho do retângulo demonstra a relevância da autoridade que representa.

Setoriais

Elaborados com círculos concêntricos, que representam os níveis de autoridade a partir do círculo central, onde está disposta a autoridade máxima (CEO, Presidente, Gerente Geral)

Radial

É usado quando se quer ressaltar o trabalho em grupo, sem a preocupação em representação hierárquica. É o mais usado em instituições modernas do terceiro setor.

Lambda

Usado para representar áreas, setores, funções que possuam características comuns, normalmente é configurado em formato de L. Lambda é a letra L do alfabeto grego, por isso essa designação.

Bandeira

A diferença em relação ao tradicional é que os retângulos são ligados na extremidade, não na lateral ou parte superior, com isso estabelece o formato de uma bandeia.

Organograma Linear de Responsabilidade

O objetivo não é apresentar a hierarquia, mas sim relação entre atividades e os seus responsáveis.

Informativo

Configura o máximo de informações relacionadas com cada unidade organizacional da empresa.

Esses recursos gráficos seriam suficientes para nos dar informações para gerenciamento de todas as situações?

A princípio parece que sim, não?

Digo que não por uma questão básica. Comando e liderança são coisas diferentes e estas criam, devido o estabelecimento de forças, organogramas informais, de cunho puramente psicológico.

Há um aspecto delicado em gestão, poucas vezes abordado na literatura, que é a delegação por omissão. A omissão de um gestor provoca o surgimento de lideranças, que em outras ocasiões não se manifestariam. O novo líder não surge por seu perfil ou suas idéias, mas por responsabilidade e muitas vezes indicação do grupo que clama por representatividade.

Momentos de crises são campos férteis para o estabelecimento de fortes relações informais que mudam o exercício da autoridade. Autoridade esta não delegada, mas assumida.

Não precisamos tratar necessariamente do fechamento de uma fábrica, por exemplo. Questões muito mais simples servem de referência, como uma apresentação de resultados, a negociação de maior prazo em um projeto, negociação salarial para um grupo ou setor, situações que exijam exposição e algum risco.

O organograma psicológico, muitas vezes, se estabelece por conveniência, com linhas claras de autoridade técnica e política. A fidelidade do técnico competente permite-lhe exercitar sua autoridade técnica sem prejuízo político ao superior.

Interlocutores incautos, ao não entender essas relações, provocam riscos de desconfortos, razão pela qual a área de recursos humanos é fundamental no gerenciamento de crises que envolvem as forças formais delegadas e as psicológicas assumidas.

 

 


Veja a relação completa de artigos desta coluna
  • Currently 3.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Avaliação: 3.0 /5 (1147 votos)


Para se manter atualizado sobre as novidades desta coluna, consulte sempre o newsfeed RSS

Para saber mais sobre RSS, leia o artigo O Padrão RSS - A luz no fim do túnel.

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script


 

jQuery - A Biblioteca do Programador JavaScript - 3ª Edição