Acesso direto ao conteúdo
Visite também: Ipok ·  Segurança Linux ·  UnderLinux ·  VivaOLinux ·  LinuxSecurity ·  NoticiasLinux ·  BR-Linux ·  SoftwareLivre.org ·  [mais]   
 

você está aqui: Home  → Colunistas  →  Coluna do Cesar Brod

 

Governo Aberto: o que isso significa para você?

Por Cesar Brod

Data de Publicação: 11 de Dezembro de 2012

Estou escrevendo um estudo de caso sobre o processo de abertura de dados e transparência pública no Brasil. Uma das coisas que tenho procurado saber é o que as pessoas pensam sobre Governo Aberto. Hoje recebi, em uma lista de distribuição da opensource.com, um link para um artigo do Jason Hibbets, publicado em cinco de dezembro de 2012, que trata justamente desta questão. Agradeço ao Jason por permitir que eu traduzisse, integralmente, este artigo para os meus leitores:

Governo Aberto significa coisas diferentes para pessoas diferentes. Falamos de transparência, colaboração ou participação? Quem sabe um combinado disto tudo? Se você ouvir o Tim O'Reilly falar sobre governo aberto, aprenderá sobre sua visão de governo como uma plataforma.

O'Reilly fala sobre os componentes da web 2.0: computação em nuvem, mídia social e muito mais. Particularmente, ele fala sobre os bens e serviços que o governo pode produzir. Ele foca na habilidade do mercado produzir entregas usando grandes volumes de dados (Big Data) fornecidos pelo governo. Pense na forma como são produzidas aplicações baseadas em dados abertos meteorológicos.

Durante o encontro Code for America, que aconteceu em San Francisco no início de outubro de 2012, tive a oportunidade de descobrir como outras pessoas que estão à frente de ações de governo aberto definem governo aberto. Perguntei a vários participantes do evento o que isto significa para eles - suas respostas foram diferentes, ainda que convergentes.

Forest Frizzell, vice-diretor da cidade de Honolulu

"É ser aberto, inclusivo e colaborativo com os cidadãos, de forma que eles sintam-se confortáveis com o que o governo está fazendo. Assim os cidadãos desejam ser parte da solução. Também diz respeito a gerar eficiência a partir dos governos. Nós fazemos coisas baseadas na tradição, não na lei ou na política. O processo de governo aberto é uma forma de melhorar isso."

Jen Palhka, fundador e diretor executivo do Code for America

"Não significa apenas ter a abertura de forma a responsabilizar o governo. É o simbolismo de abrir a porta, convidando a sociedade civil a participar do governo."

Brian Gryth, fundador e presidente do OpenColorado

"É a forma pela qual nosso governo deve funcionar. É a democracia em ação. É um governo que responde a seus cidadãos, que permite que eles estejam envolvidos. A transparência constrói a confiança. Ela constrói uma janela que permite às pessoas vigiarem o que seu governo está fazendo. É a construção de comunidade e é aquilo que os fundadores do país acreditavam. É a constituição tornando-se verdadeira."

Abhi Nemani, diretor de estratégia e comunicações do Code for America

"Governos que funcionam como a Internet. Em rede. Geradores. E um reflexo do que somos."

Jason Lally, diretor do laboratório de decisão do PlaceMatters

"Governo aberto significa restabelecer a confiança em valores democráticos. Hoje ouvimos muito ruído na política. A abordagem do governo aberto é apartidária e é, realmente, sobre conectar pessoas novamente a suas comunidades. Isto significa que as pessoas estarão conectadas entre si. Isto é estimulante!"

Cyd Harrell, conselheiro do Code for America

"Penso em termos um pouco diferentes. Um governo é para os cidadãos e ele deve prover um ciclo de confiança de forma que os cidadãos participem do governo. Há três valores fundamentais para isso: respeito, participação e unidade. O mais importante é unidade, pois é ela que trará cidadãos e governo, novamente, no mesmo lado."

E para você, o que significa Governo Aberto?

Mesmo que os defensores do governo aberto o definam de formas diferentes, a sua missão é uma constante: governo aberto é sobre empoderamento do cidadão. O que isto significa para você? Compartilhe seus pensamentos sobre governo aberto nos comentários e permita-nos saber se uma maior abertura está tornando o seu governo melhor.

Este texto está sob a licença Creative Commons SA-BY, com atribuição de autoria a Jason Hibbets.


Essa ou outra dica ou artigo do Cesar Brod permitiram que você economizasse dinheiro? Que tal você incentivar o autor a continuar produzindo textos que podem auxiliá-lo em seu trabalho doando a ele qualquer quantia através do PayPal ou PagSeguro?

Doação através do Paypal

Doação através do PagSeguro

Sobre o autor

Cesar Brod é empresário e consultor nos temas de inovação tecnológica, tecnologias livres, dados abertos e empreendedorismo. Sua empresa, a BrodTec, faz também trabalhos tradução e produção de conteúdo em inglês e português. Além de sua coluna, Cesar também contribui com dicas para o Dicas-L e mantém um blog com aleatoriedades e ousadias literárias. Você pode entrar em contato com ele através do formulário na página da BrodTec, onde você pode saber mais sobre os projetos da empresa. Mais sobre o Cesar Brod.


Para se manter atualizado sobre as novidades desta coluna, consulte sempre o newsfeed RSS

Para saber mais sobre RSS, leia o artigo O Padrão RSS - A luz no fim do túnel.

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos de Cesar Brod

Formato PDF
Newsfeed RSS
Formato para impressão
PDF RSS Imprimir
  • Currently 3.39/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Avaliação: 3.4 /5 (28 votos)

Opinião dos Leitores

Joel
12 Dez 2012, 20:52
Apesar de eu ser um tanto quanto apolítico, concordo com a opinião do Cyd Harrell. Acho interessante quando ele fala em unidade, mas nesse caso eu penso de uma maneira diferente. A unidade deveria ser por parte dos cidadãos, que houvesse uma unidade de ideais e propósito que o fizessem participarem mais, nas ações do governo. E o respeito seria por parte do governo ao abrir espaço aos cidadãos para que eles pudessem participar nas decisões e ações que regem o seu destrito.
Christian Miranda
12 Dez 2012, 09:48
Concordo com a visão do Brian Gryth. Acredito que a democracia, em um futuro indeterminado (não sei quanto tempo vai levar pro pessoal soltar o osso) poderá ser realizada de forma direta, sem a necessidade de representantes.

Atualmente precisamos de representantes por motivos óbvios, imagine como seria se cada cidadão tivesse que ir para o congresso votar em cada assunto, a logística não permitiria, essa é uma das razões (imagino humildemente) pela qual utilizamos os representantes (tem outras também mas vamos olhar só pra essa). O ponto negativo dos representantes, é que nem sempre nós nos sentimos representados por eles (vide caso do marco civil: http://ur1.ca/c005t e http://ur1.ca/c005j), muitas vezes os representados são minorias com interesses bem particulares.

Mas olha soh que legal, a internet quebrou esse galho pra nós! Hoje temos vários casos de cidadãos participando de consultas públicas e até construindo coisas colaborativamente, por que não utilizar a rede pra tomarmos decisões mais importantes ?

Eu sei que esse assunto é muito maior que eu, mas a reflexão já valeu :D


*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script


Scrum Guia Prático para Projetos Ágeis