Acesso direto ao conteúdo
Logotipo Dicas-L, por Ricardo Burile
Visite também: Ipok ·  Segurança Linux ·  UnderLinux ·  VivaOLinux ·  LinuxSecurity ·  NoticiasLinux ·  BR-Linux ·  SoftwareLivre.org ·  [mais]   
 

Você está aqui: Home  → Arquivo Dicas-L

 

Lan University

Assine a Lista Dicas-L

Receba diariamente por email as dicas
de informática publicadas neste site
Para se descadastrar, clique aqui.

Transformando seu Linux em um roteador

Colaboração: Rodrigo Klein Santos

Data de Publicação: 09 de Março de 2005

O Zebra é um projeto Open Source, que transforma seu linux praticamente em um router cisco, ou seja, ele te dá a opção de configurar sua rede por uma interface identica a dos roteadores cisco, inclusive administrando protocolos avançados de roteamento como RIP, OSPF e BGP, de maneira facil e rápida.

De inicio vamos abranger apenas a parte de instalação e configuração básica do zebra.

Para que você tire maior proveito do Zebra, é bom ir se familiarizando com os comando da família Cisco.

Vamos lá...

Primeiro baixe o pacote Zebra

  [root@saopaulo install]# wget ftp://ftp.zebra.org/pub/zebra/zebra-0.94.tar.gz

Descompactando.

  [root@saopaulo install]# tar -zxvf zebra-0.94.tar.gz

Com isso criamos o diretório zebra-0.94

Vamos entrar nele.

  [root@saopaulo install]# cd zebra-0.94

Execute na sequencia,

  [root@saopaulo zebra-0.94]# ./configure --with-mib-modules=smux
  [root@saopaulo zebra-0.94]# make
  [root@saopaulo zebra-0.94]# make install

Feito isso, vamos criar o arquivo de configuração do zebra.

Crie o arquivo: /usr/local/etc/zebra.conf

com o seguinte conteúdo.

  <arquivo>
  
  !
  ! Zebra configuration saved from vty
  !   2008/02/04 20:04:45
  !
  hostname Router
  password zebra
  enable password zebra
  !
  interface lo
  !
  interface eth0
  !
  interface eth1
  !
  !
  line vty
  !
  
  </arquivo>

Em /etc/rc.d/init.d

Crie o script zebra

  <script>
  
  #!/bin/sh
  #
  # Zebra
  #
  
  PATH=/bin:/sbin:/usr/bin:/usr/sbin:/usr/local/sbin
  export PATH
  
  # Source functions
  . /etc/init.d/functions
  
  case "$1" in
   start)
         action "Iniciando Zebra : " /usr/local/sbin/zebra -d
         ;;
   stop)
         action "Parando Zebra : " kill -9 ``cat /var/run/zebra.pid``
         ;;
  
   status)
         ;;
  
   restart|reload)
         $0 stop
         $0 start
         ;;
  
   *)
         gprintf "Use: $0 {start|stop|status|restart}\n"
         exit 1
  esac
  
  </script>

Feito isso.

  [root@saopaulo zebra-0.94]# chmod 755 /etc/rc.d/init.d/zebra
  
  [root@saopaulo zebra-0.94]# /etc/rc.d/init.d/zebra start
  Iniciando Zebra :                                                              [  OK  ]
  [root@saopaulo zebra-0.94]#

Agora vamos acessar o zebra. Ele abre uma porta de comunicação com o protocolo telnet, porta 2601

  <zebra>
  
  [root@saopaulo zebra-0.94]# telnet 127.0.0.1 2601
  Trying 127.0.0.1...
  Connected to 127.0.0.1.
  Escape character is '^]'.
  
  Hello, this is zebra (version 0.94).
  Copyright 1996-2002 Kunihiro Ishiguro.
  
  User Access Verification
  
  Password:
  Router> en
  Password:
  Router#
  
  </zebra>

A senha padrão que vem no conf é 'zebra', mude-a depois.

Existem duas senhas, uma padrão para acesso via rede (VTY) e uma segunda que é a do 'enable' (root no cisco)...

Você pode abreviar quase tudo, o comando 'enable' por exemplo pode-se usar como 'en'.

Agora basta você executar os mesmos comandos de um router Cisco..

Exemplos.

  <zebra>
  Router# sh run
  
  Current configuration:
  !
  hostname Router
  password zebra
  enable password zebra
  !
  interface lo
  !
  interface eth0
  !
  interface eth1
  !
  !
  line vty
  !
  end
  Router#
  
  <\zebra>
  
  <zebra>
  
  Router# conf t
  Router(config)# int eth0
  Router(config-if)# ip address 10.0.0.1/8 secondary
  
  <ctrl+d>
  Router(config)# wr m
  Router# exit
  
  <\zebra>

Agora vamos ver como ficou a interface do Linux...

  [root@saopaulo zebra-0.94]# ip a
  1: lo: <LOOPBACK,UP> mtu 16436 qdisc noqueue
     link/loopback 00:00:00:00:00:00 brd 00:00:00:00:00:00
     inet 127.0.0.1/8 brd 127.255.255.255 scope host lo
  2: eth0: <BROADCAST,MULTICAST,UP> mtu 1500 qdisc pfifo_fast qlen 1000
     link/ether 00:01:03:d7:f5:cb brd ff:ff:ff:ff:ff:ff
     inet 172.16.0.1/24 brd 172.16.0.255 scope global eth0
     inet 10.0.0.1/8 brd 10.255.255.255 scope global eth0

Notem que o novo IP 10.0.0.1 que configuramos pelo zebra e já apareceu na configuração do sistema.

Bom, basicamente é isso, vale a pena dar uma boa lida na documentação, para saber os comandos e mãos a obra, aproveite as vantagens que o zebra proporciona em termos de facilidade de configuração e boa sorte.

Abraço.

Rodrigo Klein Santos <<rodrigo (a) system4 com br>>

 

 

Veja a relação completa dos artigos de Rodrigo Klein Santos

Formato PDF
Newsfeed RSS
Formato para impressão
PDF RSS Imprimir

Referências Adicionais

Referências adicionais sobre os assuntos abordados neste site podem ser encontradas em nossa Bibliografia.

Avalie esta dica

  • Currently 2.94/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Avaliação: 2.9 /5 (1945 votos)

Opinião dos Leitores

Andre
02 Jan 2012, 15:30
òtimo artigo para quem quer aprender sobre o assunto!
Parabéns
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script
3ª geração do Under Servidor Cloud




 

As Palavras Mais Comuns da Língua Inglesa - 2ª edição