você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Ebook Gratuito: Dá para fazer em Shell?, com o Prof. Julio Neves

Por que usar software livre? - Observações

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 31 de Janeiro de 2000

Um dos leitores do artigo que escrevi chamado "Por que usar software livre?" nos enviou uma pergunta, à qual o Eduardo Maçan respondeu. O Eduardo Macan assina comigo a secao de linux da revista da Unicamp e e' editor do Core News, uma coluna web e um boletim por e-mail sobre free software e tecnologia, de alta qualidade e muito bem escrito.

Eu achei a resposta do Eduardo muito criativa e estou colocando aqui para vocês, juntamente com a pergunta do leitor.

Para quem se interessar, o Core News fica em http://thecore.com.br.


  Oi Waldir, espero que o Queiroz nao se importe que eu estou respondendo
  este comentario pra voce :)
  
  On Fri, 28 Jan 2000 webmaster_revista@ccuec.unicamp.br wrote:
   Comentario do leitor : Eu tenho algumas dúvidas. Não poderia o código do
   software livre (Linux, editores de texto, etc), ser "adotado" por alguma
   empresa ou programador e vendido como software comercial? Assim não
   haveria uma apropriação indevida?
   Outra coisa, não está claro como uma pessoa poderia ganhar dinheiro em
   retorno ao seu esforço, estudo e até investimento. Onde fica a
   competição? Parece difícil acomodar software livre nesta nossa economia
   capitalista. Como uma empresa poderia manter uma equipe de
   desenvolvimento de software  e depois disponibilizar o código fonte?
   Por favor, Rubens, inclua estas idéias em seus próximos artigos, ou por
   ignorância de minha parte, estas informações já existirem, agradeceria
   se você me indicasse.
   waldyr@skyborg.com
   Obrigado.
—   
  A palavra chave e' "suporte". Veja, um exemplo bem batido e' por
  exemplo "agua mineral". A grande maioria das marcas de agua mineral tem
  a mesma qualidade. E mesmo assim pessoas pagam para a Perrier enviar agua
  para outros paises, o que motiva estas pessoas e' a confianca que elas
  tem na perrier quando se trata de qualidade de agua (alem e' claro do
  ar "elitista" :) ) . Outro exemplo e' um bom e suculento bolo de
  chocolate. Voce pode fazer seu proprio bolo de chocolate, todo mundo sabe
  como fazer, os ingredientes estao todos disponiveis. Mas a maioria das
  pessoas vai ate uma confeitaria e compra o bolo de chocolate, por que
  nao tem tempo de fazer, nao sabem fazer, ou nao querem fazer elas
  proprias.
  
  Entao existem pessoas que sobrevivem fazendo bolos de chocolate,
  para outras, mesmo sendo as receitas amplamente divulgadas e conhecidas.
  O principio por detras de ganhar dinheiro divulgando o codigo fonte de
  programas e' este. Quando alguem precisar de algo que seu programa nao
  faz, eles poderao fazer eles proprios, ou contratar um especialista
  para faze-lo. Se voce fez o programa, ninguem melhor para ser procurado
  do que voce mesmo, certo? Afinal ninguem conhece o programa como voce,
  assim a grande maioria vai procurar voce mesmo.
  
  Agora eu lanco um outro topico para voce pensar. Quando voce
  produz cadeiras, voce tem um custo alto para fazer cada peca. Duplicar
  uma cadeira a partir de uma cadeira que ja esta' pronta nao e' algo
  factivel, entao para cada unidade de cadeira que voce fabrica voce
  tem que repetir todo o processo da fabricacao.
  
  Quando voce fabrica software voce investe no processo de producao,
  mas a partir dai voce cria quantas copias voce quiser por um preco
  irrisorio, a partir do produto final. O custo fixo de producao por unidade
  e' praticamente nulo. Voce nao acha que e' errado usar o mesmo tipo de
  mecanismo de comercializacao do que das cadeiras?
  
  Outra coisa, e esta e' minha opiniao no assunto. Voce ja pegou
  software? Voce ja' "viu" software? Voce ja sentiu cheiro de software?
  Se ele nao existe como "materia" o que ele e' entao? Logica. E' algo que
  e' necessario para que os computadores "que voce pega, sente chuta"
  funcionem. Um computador sem software e' inutil. Na minha concepcao,
  um computador e' como uma chave de boca. O buraco na chave de boca
  tambem e' constituido de "nada", e' apenas um vazio na peca. Mas que e'
  necessario para que a chave funcione. Nao seria estranho se voce
  comprasse chaves de boca sem o buraco e depois tivesse que pagar pelo
  buraco? Pagar pelo "nada" e' algo sem sentido para mim.
  
  Minha observacao e' que toda a concepcao da industria de software
  e' errada e injusta para o consumidor final e que o software livre e'
  a forma etica de se trabalhar com software.
 
  Quanto ao codigo fonte, as licencas como a GPL que e' a licenca do Linux,
  entre muitos outros, proibe que trabalhos derivados tenham o codigo
  fechado, se voce quiser distribuir um trabalho derivado de um programa
  GPL voce tem que distribuir junto o fonte de suas alteracoes, ou voce
  estara violando a licenca de distribuicao tanto quanto uma pessoa que
  pirateia o windows por exemplo, e estara sujeito as penalidades legais.
  
  Ooops, acho que este e-mail ja esta um pouco longo.... :)
  
  Um grande abraco!
  
  Eduardo Macan.


Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida