você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

dstat - ferramenta completa para monitoramento e análise de performance de sistemas

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 05 de janeiro de 2018

As ferramentas mais conhecidas para acompanhar o uso de recursos computacionais em um sistema são, dentre outras, vmstat, netstat e iostat. Estes comandos são usados para coletar estatísticas de diferentes componentes do sistema, como a memória virtual, conexões de rede e interfaces, CPU e dispositivos de entrada e saída.

O comando dstat é uma ferramenta poderosa que pode fornecer informações de diversas ferramentas de sistema como as citadas anteriormente, oferecendo ainda funcionalidades adicionais, que permitem configurar a forma como serão gerados relatórios, ou seja, substitui com vantagens todas as ferramentas normalmente utilizadas para obter estas mesmas informações.

Funcionalidades do programa dstat:

  • Agrega a informação dos comandos vmstat, netstat, iostat, ifstat e mpstat;
  • Exibe as estatísticas simultaneamente;
  • Ordena os contadores e é altamente extensível;
  • Suporta o agrupamento de informações relativos a dispositivos de bloco e de rede;
  • Exibe interrupções por dispositivo;
  • Suporta output colorizado, indicando unidades diferentes em cores diferentes;
  • Exibe unidades exatas e limita erros de conversão o máximo possível;
  • Exporta as informações no formato CSV, permitindo sua importação em planilhas eletrônicas.

Para exibir os plugins disponíveis ao comando dstat, emita o seguinte comando:

dstat --list
internal:
        aio, cpu, cpu24, disk, disk24, disk24old, epoch, fs, int, int24, io,
        ipc, load, lock, mem, net, page, page24, proc, raw, socket, swap,
        swapold, sys, tcp, time, udp, unix, vm

/usr/share/dstat:
        battery, battery-remain, cpufreq, dbus, disk-tps, disk-util,
        dstat, dstat-cpu, dstat-ctxt, dstat-mem, fan, freespace, gpfs,
        gpfs-ops, helloworld, innodb-buffer, innodb-io, innodb-ops, lustre,
        memcache-hits, mysql-io, mysql-keys, mysql5-cmds, mysql5-io,
        mysql5-keys, net-packets, nfs3, nfs3-ops, nfsd3, nfsd3-ops, ntp,
        postfix, power, proc-count, qmail, rpc, rpcd, sendmail, snooze,
        squid, test, thermal, top-bio, top-bio-adv, top-childwait, top-cpu,
        top-cpu-adv, top-cputime, top-cputime-avg, top-int, top-io, top-io-adv,
        top-latency, top-latency-avg, top-mem, top-oom, utmp, vm-memctl,
        vmk-hba, vmk-int, vmk-nic, vz-cpu, vz-io, vz-ubc, wifi


Para exibir informações sobre qualquer um dos itens acima, basta digitar o nome do plugin precedido por dois traços. Para informações sobre a configuração de CPU, digite:

dstat --cpu

O comando dstat --all é uma abreviação para -cdngy, ou seja, CPU (c), Disco (d), Network (n), paginação (g) interrupções e troca de contexto (y sys).

O comando detalha os seguintes itens:

  • uso de CPU por processos de usuário (usr), sistema (sys), bem como o número de processos ociosos (idl) e aguardando (wait), interrupções hard (hiq) e soft (siq);
  • Disco: número total de operações de leitura (read) e gravação (writ)
  • Network: número total de bytes recebidos (recv) e enviados (send) pelas interfaces de rede;
  • Paginação: número de vezes que uma informação é copiada para a memória (in) e para fora da memória (out);
  • Sistema: número de interrupções (int) e trocas de contexto (csw).

Para instalar em sistemas Debian GNU/Linux e derivados, digite:

 sudo apt-get install dstat

Referências

Veja também

Collectl: An Advanced All-in-One Performance Monitoring Tool for Linux



Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script