Como aprender inglês com recursos da Internet

Por Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 25 de Novembro de 2009

A Internet possui uma infinidade de recursos e excelentes sites que permitem que qualquer um aprenda a língua inglesa com muita qualidade. Se 20 anos atrás, a única forma de se ouvir a lingua inglesa era através de rádios de ondas curtas que conseguiam captar as transmissões da BBC inglesa, hoje a quantidade e diversidade de material é estonteante.

Esta quantidade de material pode ser uma benção ou uma maldição. Qualquer tipo de estudo ou atividade humana precisa de método e constância. Mais vale cinco minutos diários de uma atividade bem planejada e executada diariamente, do que bailar por horas por diversos sites na Web que ensinam inglês. Desta forma o conhecimento não se consolida e o resultado provável é que a pessoa, após algum tempo, desista de seus estudos.

Dominar um idioma com competência requer o domínio de quatro habilidades: ler, escrever, falar e ouvir. Com isto em mente, procure recursos que possam lhe ajudar a desenvolver estas habilidades. O tempo gasto em cada uma delas não precisa, e provavelmente nem pode, ser igual. Invista mais tempo na habilidade que for mais importante para você. Se você precisa de ler documentação técnica, invista mais tempo na leitura. Se você quer trabalhar como guia turístico, invista mais tempo desenvolvendo sua habilidade de audição e conversação. Escrever bem já um pouco mais complicado. Para escrever bem a pessoa deve ser capaz de ordenar bem suas idéias e, é claro, precisa ter idéias. Para ter idéias é preciso ler, e muito. Não precisa ler em inglês, a leitura de bons textos, em seu idioma nativo, ajuda muito. Para escrever bem eu recomendo que a pessoa estabeleça metas de leitura em português, algo como um ou dois livros por mês, para em seguida passar a ler textos em inglês. Quanto mais a pessoa lê, mais conhecimento adquire, mais idéias, e por incrível que pareça, fica mais fácil entender textos em outro idioma, pois sua capacidade de compreensão se amplia. Eu considero que a leitura é a habilidade base, a partir da qual todas as outras se desenvolvem.

Antes de sair procurando sites na Internet, faça um inventário pessoal. Qual habilidade é mais importante para o seu projeto pessoal? De quanto tempo você dispõe para estudar? Quais benefícios, em termos pessoais e profissionais, você conseguirá com o domínio da lingua inglesa? Esta avaliação é extremamente importante, pois será através destes dados que você conseguirá a motivação para seguir em frente.

Com relação ao tempo que você pode dedicar, leve em consideração que não é necessário se comprometer com uma, duas, três ou mais horas de estudo por dia. Não estabeleça metas irreais, pois certamente não serão cumpridas. Qual o tempo ideal? Não existe. Se você tiver apenas um minuto por dia, está ótimo. O importante é que este minuto seja usado, todos os dias, para os seus estudos, seguindo a sua prioridade de aprendizado (ler, escrever, falar ou ouvir?). Lembre-se sempre, se você não começar hoje, porque a tarefa parece grande, lembre-se de que o tempo não pára, e se você não fizer nada, daqui a dez, vinte anos, estará exatamente no mesmo lugar em que se encontra hoje.

Vamos agora falar dos sites. É claro que estas recomendações não contemplam todas as possibilidades, e pode ser que eu esteja fazendo omissões graves. O importante, entretanto, não é esta recomendação, mas o método. Se você tiver sugestões adicionais, sinta-se a vontade para publicar seus comentários ao final desta mensagem. Vamos lá então:

Livemocha - Neste site, você pode aprender uma grande quantidade de idiomas, de forma colaborativa. Você ensina a alguém o idioma que conhece bem, e aprende com outra pessoa o idioma que quer aprender. Além desta possibilidade de interação, com nativos de outros idiomas, o site oferece também lições que você pode fazer diretamente no site. Você pode aprender inglês ao mesmo tempo em que pode fazer amizade com pessoas de todo o mundo.

Yappr.com - O Yappr foca em conteúdo de vídeo. Os vídeos são legendados e você tem a oportunidade de desenvolver sua compreensão do inglês falado. Da mesma forma que o Livemocha, existem outras atividades que você pode desenvolver. Existe uma modalidade paga, mas o custo é bem baixo em comparação com cursos de inglês tradicionais.

EnglishExperts - Este site é mantido por brasileiros e contém uma infinidade de dicas, lições, recomendações e muito mais, para o aprendizado da língua inglesa.

BBC Brasil - A BBC oferece diversos cursos de idiomas, também usando diversas metodologias, como vídeos e lições enviadas por email.

Lista Eletrônica EFR - Esta lista, mantida por mim, é hospedada no serviço de Grupos do Yahoo. Todos os dias uma mensagem é enviada, contendo um texto, citação ou piada em inglês com o vocabulário comentado. O cadastramento nesta lista é gratuito e o acesso ao material já publicado pode ser visualizado no site Aprendendo Inglês. A finalidade principal é ajudar a pessoa a ampliar seu vocabulário e o conhecimento das estruturas da lingua inglesa. O mesmo material pode ser usado para outras finalidades. Por exemplo, a pessoa pode memorizar a piada e praticar sua fala contando a piada para outros, memorizando estruturas que não conhece bem e tentando usá-las em contextos diferentes. Existe uma versão paralela em que, juntamente com o texto escrito, o assinante recebe em anexo um arquivo mp3 contendo a gravação da mensagem. Saiba mais sobre esta opção.

Site Instituto de Desenvolvimento do Potencial - Este site, mantido pelo Prof. Walther Hermann e por mim, tem um objetivo mais amplo, que é o estudo de técnicas para ampliar o potencial das pessoas, através de diversas técnicas, como por exemplo a Programação Neuro-Linguística. Para idiomas, vale a pena ler os artigos do Boletim Nova Educação.

Resumindo o que foi dito, é importante ter foco e método. Escolha dentre os sites sugeridos ou outros que melhor lhe convenham, e pratique, de preferência todos os dias, mesmo que seja por apenas um minuto. Monte seu menu e mantenha-se fiel a ele. Muita variedade irá consumir o seu tempo e você não alcançará o resultado desejado. Finalmente, faça aquilo que lhe der prazer e satisfação. Quanto mais complicada for sua estratégia, piores serão os resultados. Não tenha remorso de fazer pouco. Um pouco todos os dias significa muito no final dos meses e dos anos. Nada todos os dias sempre vai ser nada.

Boa sorte em seus estudos.

Leia também os outros artigos sobre este tópico

Recomende este artigo nas redes sociais

 

 

Veja a relação completa dos artigos desta coluna